BLOG

11 de maio de 2021

COMO É MEDIDO O ESTRABISMO?

            O estrabismo pode ser medido por vários métodos diferentes: usando o reflexo da luz, testes de cobertura com prismas ou testes sensoriais com prismas. As medidas ajudam a orientar o tratamento clínico/cirúrgico. A idade, a visão e o nível de cooperação do paciente determinam qual método é mais preciso e viável.

QUAIS SÃO OS TESTES UTILIZADOS?

            Temos o teste de Hirschberg, feito através do reflexo luminoso colocado a 1 m do paciente, no qual a posição da luz em relação à pupila é observada. Se os reflexos de luz estiverem assimétricos o estrabismo pode estar presente. O teste de Krimsky envolve manter um prisma sobre um olho para centralizar o reflexo de luz desviado até que os reflexos sejam simétricos, mensurando assim o desvio.

            O teste de cobertura é outro método para avaliar o estrabismo. O paciente é instruído a olhar para um alvo. Enquanto o paciente está olhando um olho é coberto, observa-se o outro;  se o olho descoberto estiver bem alinhado, ele não mudará de posição quando oclusor é colocado, porém se o olho descoberto estiver estrábico, sua posição mudará pois o olho tende a fixar, movendo-se para se alinhar com o alvo.

POR QUE É IMPORTANTE OBTER BOAS MEDIDAS?

            O tratamento do estrabismo é baseado na quantidade de desalinhamento ocular, assim as medidas são fundamentais para tratamento satisfatório.