BLOG

23 de setembro de 2020

O uso de maquiagem nos olhos com segurança e sem exageros

Cada vez mais os brasileiros ganham destaque nos gastos com cosméticos.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Brasil é o terceiro maior mercado global de produtos do gênero.

A empresa de pesquisa Nielsen apurou que o market share das redes de drogarias e farmácias, nas vendas de cosméticos e itens de higiene, tem crescido muito. Com todo esse crescimento, é importante pensar na qualidade dos produtos que estão sendo adquiridos e evitar a tentação de cair no exagero por causa de tantas ofertas.

A estética não pode deixar a negligência com a saúde ganhar espaço. Como exemplo, o uso de maquiagem na área dos olhos, que precisa ser com cautela!
O acumulo de maquiagem nos olhos pode causar uma inflamação nas pálpebras conhecida como blefarite.
Isso porque a acumulação calcifica dentro da pálpebra, causando desconforto, inchaço e dores. É importante, sempre, retirar o produto antes de dormir, lavando sempre muito bem o rosto e a região dos olhos. Desta forma, não acarretará problemas. Essa dica é válida independente da marca ou qualidade da maquiagem.
Dependendo do perfil da pessoa, se for o caso de ter o olho seco, pode haver irritação, levando a uma conjuntivite alérgica ou a tóxica. Uma das medidas a serem tomadas, para aliviar os sintomas, é deixar de usar a maquiagem, ou o cosmético, por um tempo.

Uso excessivo de maquiagem nos olhos. Produto com a data de validade vencida

De acordo com pesquisa feita na Inglaterra, 89% das mulheres não sabem que a maquiagem tem data de validade ou não se preocupam com os riscos. O Instituto Penido Burnier (SP) apurou que 15% das mulheres apresentam problemas repetidos nos olhos por causa da maquiagem vencida. Escolher produtos de qualidade é parte importante do processo de embelezamento da mulher, da mesma forma que observar os prazos de validade do produto usado. Segundo especialistas, os cosméticos são focos de bactérias e a forma como são armazenados influencia, podendo aumentar o risco de contaminação. O uso de cosméticos na área dos olhos, se não
for adequado, pode causar alergias e coceiras, até conjuntivites e contaminações na mucosa ocular. A pele também pode
sofrer com a falta do cuidado adequado e apresentar bolhas, coceiras e alergias.

No uso de pincéis, é importante mantê-los limpos, pois podem armazenar o vírus causador da herpes. A higienização deve ser feita semanalmente ou quinzenalmente (vai depender da frequência do uso). Lave com água morna e sabão neutro, retirando o excesso de água com papel ou toalha, e deixe secar ao ar livre.

Confira a validade dos produtos usados na área dos olhos:

Máscara para cílios: geralmente de 04 a 06 meses. Se o produto apresentar aparência esfarelada, mudança de cor ou ressecamento da tinta descarte-o! Não adicione água ou óleo para aumentar a validade, essa atitude pode aumentar a proliferação de bactérias.

Sombras: costumam ter de 18 a 24 meses de validade. Jogue fora se apresentar alterações de cor, de textura ou se aparecer pontos brancos, verdes ou cinza; isso acontece quando há presença de fungos no produto.

Lápis para os olhos: um dos produtos mais perigosos, se usados fora da data de validade. Duram, em média, 18 meses.
Após este período fica bem seco, difícil de passar e perde a pigmentação.

Delineadores para os olhos: em média duram 12 meses; mas se forem em formato de caneta, podem secar ou vencer
antes. Quando estiverem ressecados e difíceis de passar, estão fora da data de validade.

Depois de todas essas dicas, ainda é importante reiterar que maquiagem estraga. Sempre estar atenta à mudança de textura, cor e cheiro em casos em que a identificação de validade tenha sido perdida. A composição e a concentração de componentes, assim como a eficácia dos conservantes,serão garantidas dentro dos prazos de validade estipulados na embalagem.

O compartilhamento de maquiagem pode causar problemas
Quando as mulheres se juntam para uma boa produção, a alegria é garantida. As trocas de batons, blushes e outros cosméticos são comuns. Mas é importante tomar cuidado porque a maquiagem é algo muito pessoal e carrega um pouco de quem a possui; inclusive vírus, bactérias e fungos. Doenças como herpes e clamídia são transmitidas de boca em boca,com muita facilidade. Maquiagens usadas nos olhos também devem ser individuais, um exemplo de problemas que podem ser adquiridos neste compartilhamento é a conjuntivite. Com os pincéis também deve-se ter cuidado, além de não ser aconselhável o compartilhamento, devem ser higienizados, pelo menos, uma vez por semana.
Os causadores de doenças não são visíveis a olho nu, por isso uma pessoa que empresta a maquiagem pode ser portador de algum tipo de infecção, sem saber, e passar para outras.

O uso indevido de maquiagem, ou mau uso, pode causar diversos problemas oculares. Segundo a Sociedade Brasileira
de Oftalmologia, a cada dez mulheres duas apresentam problemas por conta do mau da maquiagem. A vaidade, sem avaliar as consequências, pode causar incômodos à visão. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que as mulheres possuem os olhos mais vulneráveis do que os homens, por isso apresentam mais problemas oftalmológicos.

É importante estar atento aos sintomas e suspender o uso dos cosméticos, logo buscando ajuda de um especialista, no caso de persistirem os sintomas. O uso de produtos hipoalergênicos é indicado para que não haja nenhum tipo de irritação

Fonte: Revista Veja Bem